TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quinta-feira, 23 de julho de 2015

CONTRACANTO: TODO DIA

Aqui, ao contrário de outros poemas em que o momento vivido 
pelo autor não fazia parte da temática, o tempo-espaço onde 
me encontrava guarda relação com o que é exposto. 

Recém contratado pela Petrobrás, estava em Salvador há um 
mês e meio, longe do meu habitat e sem caras conhecidas 
para contar coisas do dia a dia. Já havia passado igual período 
fora de casa antes, mas sempre contara com companhia de 
colegas. 

Também fizera um ano de casado, e já havia me acostumado 
com a convivência da esposa, que agora somente "via" em 
contatos telefônicos: Ainda não existiam internet, nem 'skypes', 
nem 'WhatsApps', nem smartphones... Essas facilidades que 
nos assessoram hoje. 

A saudade batia - e não levava nem um tapa - aí, na solidão 
dum quarto de hotel, brotou esse lamento, chorando uma 
amada fictícia, que partira - real ou metaforicamente - da vida 
do poeta. Tão 'macambúzio' ele estava que não atentou para 
métricas, rimas ou formas poéticas. Apenas expressava um 
sentimento de perda. Sintam a nostalgia do jovem:  

TODO DIA  
tesco 
(1980.03.07)

"Se ela voltasse eu lhe diria tudo  
Que queria lhe dizer mas nunca disse  
Todas as bobagens, todas as tolices, 
Essas vontades de todo dia e sempre.  

Se ela voltasse decerto saberia  
Dos meus desejos de toda a eternidade,  
Essas saudades, esses mal-estares,  
A dor que consome e não acaba mais.  

Se ela falasse, se ela dissesse,  
Se ela quizesse, se ela voltasse..." 

   *   *   *   

Taí, o que a tristeza não faz? 
Os outros sentimentos também produzem,
mas nada que se 
compare a uma saudade... 

Abraço do tesco. 

2 comentários:

ॐ Shirley ॐ disse...

Bonito o seu poema, tesco.
Realidade, ficção, sentimentos...quanta imaginação cabe dentro de um poema? Só o poeta pode responder...
Beijos!!!

Hecta disse...


Ah...achei belo.
E mais belo seu relato.
O amor é a inspiração maior, não é?
hiscla