TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

SABEDORIA DO ORIENTE

Ia sortear "A sabedoria do oriente", mas me faltou a imagem 
da capa. Porém, observando seu conteúdo, que inclue 
mensagens da Bíblia (Antigo e Novo Testamento) ao lado de 
textos indianos e chineses, imaginei a reação de algumas 
pessoas ao tomarem conhecimento disso: 

- Que absurdo! Comparar a Palavra de Deus a esses livros 
pagãos, certamente inspirados por Satanás! 

Seria ridículo, se não fosse realidade. Certamente ainda tem 
muita gente com um pensamento infantil dessa espécie. 

Infantil, no mínimo, posto que a Bíblia não é 'A' Palavra de 
Deus, apenas tem mensagens de conteúdo divino incluídas 
nela. Como as tem todos os livros sagrados de todas as
culturas. 


É impensável (seria, pois tem gente que consegue imaginar) 
que o Pai-criador de todos (isto consta da cultura ocidental) 
tenha resolvido 'iluminar' somente alguns poucos, deixando 
o resto da humanidade na mais completa escuridão. E, pior, 
à mercê de um suposto inimigo (da humanidade e de Deus), 
também criatura sua, a soprar mentiras com aparência de 
verdades.  

Não posso dizer que isso seja "conversa pra boi dormir",
pois 
não acredito que haja bovinos que durmam ao ouvir
tamanha 
baboseira. 

Além do mais, fica estranho que o maior editor do universo, 
com obras de extasiante beleza publicadas, desde o muito 
pequeno que nem se vê a olho nu, até o tão distante que a 
vista desarmada não enxerga, tenha sido contratado, com 
exclusividade, por uma miserabilíssima editora terrena, em 
troca de alguns bois, cabritos e pombas, que, originariamente, 
já são dele. 

E pasmem, para ser publicado em uma língua que ainda nem 
conseguiu incorporar as vogais, conhecida por poucos, de 
baixíssima circulação, numa comunidade de poucos e fechada 
em si mesma. 

Francamente, esse 'Deus' descrito pelos hebreus e assimilado, 
estranhamente, por tanta gente, é um perfeito 'babaca'! 

O irônico de tudo isto é que os ensinamentos, tanto os infantis 
quanto os mais elevados, são englobados por nós como cultura 
"oriental". Sim, os hebreus, dos quais nos restam os judeus, 
eram povo oriental e compartilhavam com seus vizinhos, todos 
os costumes e hábitos, só vindo a diferenciar-se depois de 
adotarem a "exclusividade" nos contatos com Deus. 

Daí pra cá entraram numa estranha sndrome: 
Fazem amigos distantes, mas odeiam os vizinhos! 
Coisas da vida. 

Abraço do tesco. 

2 comentários:

ॐ Shirley ॐ disse...

Não vou tecer um comentário...Concordo com tudo o que você disse.
Abraços!

Yvonne disse...

Eu também queridão. Beijotescas saudosas.