TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

CONTRACANTO: CAMINHO

Lia eu um livro sobre poesia em 1997. Qual livro eu não sei. 
Sei que falou também em poesia japonesa. E o exemplo que 
dava, mostrava, em sua tradução para o português, um aspecto 
desconexo, parecia não haver ligação entre os elementos ali 
descritos. E não havia, pelo menos uma ligação rígida à qual 
- eu pelo menos - estamos acostumados. 

Mais ou menos como exercício, comecei a encadear aquelas 
imagens sugeridas, não me preocupei em anotar a fonte, nem 
mesmo em saber o quanto estava próximo ou não do texto 
traduzido. Desse modo não posso dizer que o resultado seja 
um poema meu. 

Apresento-o aqui como uma ilustração bonita - as imagens 
apresentadas no livro eram sugestivas e creio que a figura 
moldada ficou bonita - o que não é uma coisa superflua, 
beleza nunca é demais. 
Julguem vocês mesmos: 


CAMINHO ILUMINADO  
tesco (?)
(1997.11)

"Uma nuvem veste seus pensamentos 
qual um vestido veste seu corpo.  
Um vento de primavera lança folhas no balcão.  

As flores ocupam seu pensamento  
e seu rosto brilha como orvalho sob a luz da manhã.  

Sobre o cume da montanha a lua surge 
e ilumina o terraço de ladrilhos verdes  
que resplandecem como jade. 

Sob a luz da lua quer encontrar seu caminho." 

   *   *   *   

Notável como os elementos encontrados no poema original 
são, em grande parte, os que norteiam a construção dos 
hai-kais: Clima, estações, ambiente natural, natureza enfim. 
Decididamente algo agradával, não sei se tão expressivo 
como os motivos da poesia ocidental. 

Como eu já afirmei anteriormente, o importante é fazer a 
poesia circular. Como os livros da minha biblioteca, aprecio 
que a poesia se faça presente por aí. 

Parafraseando Erasmo Carlos: 
"Você precisa de um poema pra chamar de seu 
Mesmo que esse aí não seja meu!" 

Abraço do tesco. 

2 comentários:

Denise disse...

Não existem as versões de músicas. Vc pode ter feito a versão de um poema. É interessante observarmos outras culturas, pois é diferente a forma de expressão através da poesia. A forma de expressar o sentimento é diversa. Muita paz!

Anônimo disse...


Tesco, meu querido, muito delicado seu comentário sobre poemas e circulação da delicadeza.
hiscla