TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

ORIGEM DOS CAMELOS


Ponho essa matéria, noticiada em fevereiro
deste ano, em evidência, porque penso que
não repercutiu o suficiente em nosso meio
cultural. 


A informação sobre pesquisas científicas deve
ser bem difundida entre a população, pois as
conclusões tiradas pelos cientistas têm que
ser avalizadas, em última análise, pelos leigos.
Não é por ser cientista que uma pessoa tem
posse exclusiva do bom-senso. 


Esta pesquisa é relevante por lidar com tema
que se relaciona com o conjunto de livros que
adquiriu grande reputação no Ocidente, a Bíblia,
em muitos casos (bem mais do que é saudável),
elevado à condição de verdade absoluta e
intocável. 

 
A matéria foi veiculada pelo 'New York Times',
com tradução no site Globo.com.

Eis o que foi constatado: 

 

ORIGEM DOS CAMELOS MOSTRA
ERRO DA BÍBLIA, DIZ ESTUDO


Animais domesticados vieram séculos depois
dos patriarcas judeus, ao contrário do que diz
o livro de Gênesis
John Noble Wilford
– New York Times,
11/02/2014. 


A Bíblia é repleta de camelos que, na verdade,
não existiram. Ao contrário do que dizem as
Escrituras Sagradas, os patriarcas judeus,
como Abraão, Jacó e José, que viveram no
segundo milênio a.C., não conheceram os
animais.

Segundo um estudo realizado por arqueólogos
da Universidade de Tel Aviv, os primeiros
camelos domesticados são do fim do século X
a.C. - séculos depois de Abraão e décadas
depois do Rei Davi.

O erro histórico é uma evidência de que a Bíblia
foi escrita ou editada muito tempo após os
eventos narrados, e suas histórias nem sempre
são confiáveis. O livro de Gênesis, por exemplo,
diz que um servo de Abraão viajou a camelo
para encontrar uma mulher para Isaac.


O estudo sobre a origem dos camelos é
assinado pelos pesquisadores Erez Ben-Yosef
e Lidar Sapir-Hen, que usaram datação por
radiocarbono para apontar quando surgiram
os camelos domesticados. Os ossos dos
animais foram encontrados em um antigo
campo de fundição de cobre no Vale de Aravah,
em Israel, e em Wadi Finan, na Jordânia.

Alguns ossos encontrados em sedimentos
mais profundos, segundo os cientistas,
seriam de camelos selvagens caçados para a
alimentação. Foi possível diferenciá-los dos
domesticados porque nestes havia marcas
nos ossos das patas, supostamente um sinal
de que carregavam cargas pesadas. 
 
Para os pesquisadores, a origem dos camelos
domesticados foi o Vale de Aravah. Os egípcios
exploraram o cobre na região e provavelmente
usaram estes animais no trabalho. Antes, os
responsáveis pelo transporte de grandes
materiais eram mulas e burros. 

 
- A introdução do camelo foi muito importante
para o desenvolvimento socioeconômico da
região - destacou Ben-Yosef, em entrevista por
e-mail ao “The New York Times”.

- Com o animal era possível, pela primeira vez,
cumprir longas viagens, como a ida para a Índia.
É improvável que as mulas conseguissem
atravessar o deserto, entre um oásis e outro.

Professor de cultura hebraica da Universidade
de Tel Aviv, Noam Mizrahi, que não participou
do estudo, conta que os camelos tornaram-s
e

amplamente empregados no comércio no
século VII a.C, deslocando-se de Israel para
o Oriente Médio e da África para a Índia.

- Não devemos nos apressar e chegar à
conclusão de que as descobertas arqueológicas
negam automaticamente qualquer valor das
histórias bíblicas - pondera. - Na verdade, a
pesquisa mostra como estas tradições foram
reformuladas posteriormente, quando os
camelos foram integrados ao sistema
econômico do Oriente Médio. Além disso,
podemos capturar outros detalhes, cuja base
histórica é ainda mais antiga.”
 



Biologia é uma das (muitas) áreas de estudo
que eu não domino, portanto, as conclusões
citadas sobre domesticação não são de minha
 

abrangência. Mas são fatos integralmente
racionais
e 'digeríveis', não há por quê se
alarmar. 


Mas esta é uma informação a mais para que a
humanidade se conscientize de que não é p
elo 

 fato de estar escrito num livro que o 'fato' seja,
de fato, um fato. 


Abraço do tesco.

3 comentários:

Anônimo disse...



Vou ler esse negócio com mais atenção...
Mas tenho que provar que n sou robo,digitando o numero 795.
hiscla

ॐ Shirley ॐ disse...

Sempre repito o que disse Leonardo da Vinci: "A Bíblia não chegou por fax do céu".
Quanto aos camelos...Obrigada pela aula, tesco.
Beijos!

Anônimo disse...



Tesco, não sabia dessas nuanças, mas ja ouvi dizer que "camelo" era um espécie de nó, usando para prender coisas com cordas. .. (daí: mais fácil um rico entrar nos céus que um camelo passar no fundo de uma agulha). é muito interessante a versão que se tem das coisas, não é?
O sistema aqui continua pensando que sou um "robô' e pede sempre confirmação.
abraços
hiscla