TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quinta-feira, 4 de junho de 2015

CONTRACANTO: BETELGEUSE

Betelgeuse é a estrela que marca o ombro direito do caçador 
na constelação de Órion (aquela que tem As Três Marias"). 
É uma bela estrela avermelhada e a segunda mais brilhante 
desta constelação, mesmo sendo denominada 'alfa de Órion', 
e é uma das doze mais brilhantes do céu. 

Mas aqui, neste cantinho de poesia, Betelgeuse é uma mulher. 
A bela mulher que é a estrela na vida desse pobre amante, 
que recita o soneto. 

Ele a vê com todas aquelas qualidades românticas que um 
enamorado vê na amada. O encantamento nota, além da 
beleza física, aspectos morais e espirituais, como bondade, 
amor e luz. Quem sabe se a heroína porta tudo isso consigo? 

Mas ele assim a vê e apela pra que ela não o abandone, não 
o deixe entregue à própria sorte, pois ele, sem sua presença, 
se sente ninguém. Veja o dramalhão que o rapaz toca em seu 
trombone: 


BETELGEUSE 
tesco
(1973.09.10)

"Realmente és amostra de um amor  
Totalmente és amostra de bondade  
Tão somente és amostra da saudade  
Que no meu coração plantaste, ó flor! 

És assim como suave claridade  
Mensageira de sonoridade e cor  
Beleza radiante é teu calor  
Que traduz tamanha luminosidade  

Assimilaste minh'alma dolorida  
Me aliviaste a pena tão comprida  
E confortaste meu ser desiludido 

Se me abandonas que farei da vida?  
Terei apenas jogado uma partida  
A ser perdida no azar do vencido. ' 

   *   *   *   

Bem, se é dessa maneira que o indivíduo sente, não se torna 
conveniente interferir de modo abrupto, nada de cirurgias 
drásticas. Para casos destes, o tempo é o melhor conselheiro. 

Este soneto faz parte da minha primeira incursão em montagem 
de sonetos. Nasceu no mesmo dia do primeiro, apenas sofreu 
pequenos ajustes seis anos depois. 

Como visto, tesco não mudou muita coisa no estilo poético, 
continua o mesmo romãntico de 'outrora'. 

Abraço do tesco. 

4 comentários:

lua singular disse...

Oi poeta tesco,
Vejo que gosta de astronomia e sonetos( que maravilha, por sinal).
Tenho certeza que vai gostar da minha construção poética.kkk
Beijos no coração

Hecta disse...


Tesco,
Bela associação: coisas das estrelas e do coração.
vc continua inspirado...beijos
hiscla

Hecta disse...



Arquivo X de novo! Que dez.
Vc sabe que refilmaram a serie?
aqui não vai faltar leitor!
Karla ja nos encomendou todos.
hiscla

CÉU disse...

Olá, tesco!

"O amor é cego", dizem por cá. Bem, "quem feio o ama, bonito lhe parece", tb é ditado popular cá, em todos os aspetos.
Até pode ser k a amada do rapaz tão apaixonado, possua todos esses atributos, e não vamos, de jeito nenhum, fazer uma "cirurgia", como você falou, e mto bem, por menos invasiva k ela seja.

Amei seu soneto, porque você sabe escrever e sabe as regras, e ponto final. Foi, é e será um ROMÂNTICO. É "doença" crónica, meu querido.

Bom fim de semana, com amor.

Beijo da aprendiza, k mto o estima e admira.

PS: não há novidades no meu blogue. Dia 10, 4ª feira, se celebra o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, portanto é feriado Nacional, e o "pessoal" aproveitou logo pra fazer umas "pontes e aquedutos", ou seja, tirar umas nini férias.

Fique bem!